ENTRETENIMENTO

Jardim tropical traz soluções para reaproveitamento de espécies

Aberturas estratégicas permitem incorporar o paisagismo dos corredores à área social desta casa de 380 m² localizada em São Paulo

A porta de entrada verde já indica o que esperar desta casa de 380 m² em São Paulo. Na reforma assinada pelo arquiteto Guelo Nunes (@guelonunes_arquitetura) e executada pela Cateo Engenharia, novas aberturas integram o living à área externa.

De todos os ambientes sociais, é possível visualizar o jardim tropical da paisagista Catê Poli (@cate_poli_paisagismo), marcado pelo reaproveitamento de espécies.

O corredor lateral, antes esquecido e árido, foi revestido de rachão de quartzito com juntas de pedriscos cinza e ganhou canteiro com marantas-charuto.

“Ao pensar no layout deste estar, tiramos a lareira que ocupava a parede e propusemos uma nova abertura. Com isso, conseguimos colocar o sofá voltado para a área social da casa. O pé-direito alto reforça a sensação de integração com o jardim”, afirma Guelo.

Na reforma, a edícula ao fundo foi repaginada e ganhou nova cobertura com estrutura em aço. Cultivada à meia-sombra, a jabuticabeira existente ganhou a companhia de helicônia rostrata, filodendro-ondulado, curcúligo e inhame-preto, resultando em um mix tropical cuidadosamente desalinhado.

Próximo à piscina, no canteiro estreito, as palmeiras-solitárias foram preservadas pela paisagista. “Idealmente, elas deveriam estar plantadas a um metro de distância da piscina, em um canteiro maior. Mas ficamos com dó de sacrificá-las e alertamos o cliente sobre o risco de uma futura infiltração, ainda que as raízes dessa espécie sejam pouco agressivas”, conta Catê.

O jasmim-manga, antes escondido e na sombra, ganha evidência em um recorte no piso de mosaico português já existente.

“Também passamos as palmeiras-fênix para vasos. São plantas que aguentam bem o transplante e que estavam onde hoje fica o deque, perdidas entre a varanda e a piscina”, diz a paisagista.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo